terça-feira, 22 de abril de 2008

Era uma vez..

Hoje li esta pequenina história sobre a vida, escrita por Vasco Pinto de Magalhães... é daquelas coisas que se lêem sempre e que.. conforme a nossa disposição.. ou ficamos a pensar nelas.. a descobrir o que têm de filosófico.. ou simplesmente achamos "lamechas" e seguimos em frente.. hoje.. sei lá porquê.. ou talvez saiba... talvez eu hoje esteja assim.. algo romântica... mais solta... vendo a vida com mais sentido... com outras emoções... fiquei a pensar nas verdades desta palavras... e apeteceu-me partilhá-la com vocês.. porque nós temos uma enorme tendência para correr à frente da vida....
.
"Era uma vez um homem que corria e corria pela vida... A vida era curta e necessitava de correr muito para gozar muito e ser feliz. E quanto mais corria, mais necessitava de correr! Descobria sempre mais lugares para visitar! Necessitava encontrar tudo e gozar de tudo. Até que um dia, cansado de tanto correr, parou. Então, a felicidade pôde alcançá-lo."

6 comentários:

Amsilva disse...

Queres dizer que o que eu procuro na verdade anda á minha procura??
ou seja, apenas tenho que deixar de procurar para ser encontrado?!?
Já tou sentado...
Beijo

4ever... or never disse...

Verdade.. há muito tempo que eu acredito que as coisas vêm ter connosco quando lhes damos oportunidade, quando acreditamos que só nos vai acontecer o que é melhor para nós.. "O que é seu às mãos lhe há-de vir parar" é uma frase feita, mas em que eu acredito, amsilva!
Sem pressas, as coisas acontecem.. só temos de aprender a ver o lado positivo de tudo o que acontece!

Vício disse...

tás a falar do mantorras?

Bruno Taveira disse...

Olá!!!
Por aquilo que li...podemos correr/lutar para ser feliz, mas há maneiras de correr/lutar...
Um bj...

Vanessa disse...

É verdade, sou uma pessoa muito ansiosa e estou sempre a correr à frente da vida. O que quero hoje tem de ser feito hoje e é impossível. Por isso, muitas vezes, quando menos espero e não penso nisso, as coisas vêm parar às minhas mãos. É só uma questão de esperar e ser mais paciente... coisa que por vezes não sou.

Beijinhos

Teté disse...

Pois olha, estou perfeitamente de acordo com este textinho: as pessoas querem tudo e mais alguma coisa, para ontem, num ansiedade enorme, esquecendo-se por vezes do essencial - de serem felizes no caminho...

Gostei de te "ver" de volta!

Beijinhos!